Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Tribunal de Justiça considera ilegal cortes e parcelamento de salários dos professores da rede municipal de Feira de Santana

Tribunal de Justiça considera ilegal cortes e parcelamento de salários dos professores da rede municipal de Feira de Santana

O Tribunal de Justiça da Bahia publicou dia 07 de fevereiro, o acórdão que confirmou a vitória da APLB Feira junto aos trabalhadores em educação em relação aos cortes de salários de até 70% em 2020, durante a pandemia de covid-19.

O Tribunal de Justiça confirmou a sentença em primeiro grau que declarou a ilegalidade dos cortes por não terem cumprido o devido processo administrativo e ainda em razão das faltas ocorridas devido a suspensão de aulas que pela pandemia foram faltas justificadas.

Informações: Blog do Iggor

OUTRAS NOTÍCIAS