Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Rui exclui Colbert e prioriza correligionária de Zé Neto em vacinação contra covid-19

Rui exclui Colbert e prioriza correligionária de Zé Neto em vacinação contra covid-19

A vacinação contra o coronavírus na cidade de Feira de Santana, na Bahia, começou sob clima de plena disputa política. O prefeito da cidade, Colbert Martins (MDB), afirma que não foi convidado para o ato simbólico de vacinação, que aconteceu no Hospital Clériston Andrade, administrado pelo Governo do Estado.

Colbert, que também é médico, queixou-se ainda das doses que chegaram à cidade. Segundo ele, foram prometidas 9 mil unidades do imunizante, mas o recebido pela Prefeitura foi diferente. “Nos informaram que iriam chegar 9 mil doses, mas só mandaram 6 mil para a Prefeitura. As outras 3 mil foram entregues pelo governo aos hospitais que eles administram. Houve uma quebra de protocolo”, afirmou Martins.

O prefeito disse ainda que vai oficiar o acontecimento ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) e, ainda assim, refutou que se tratasse de retaliação política. “O governador, na saúde, nunca nos colocou dificuldade”, reconheceu.

Além de o prefeito, que venceu a reeleição contra o PT na cidade, não ter sido convidado para o evento e do número confuso de vacinas, a primeira imunizada em solo feirense foi uma filha da cidade de Ipirá. A profissional de saúde, filiada ao PT, é aliada política do deputado federal Zé Neto, que perdeu a disputa à Prefeitura para Colbert.

Informação: Política Livre

OUTRAS NOTÍCIAS