Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Feira diz que Prefeito foi injusto; “Ouviu só uma parte”

Presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Feira diz que Prefeito foi injusto; “Ouviu só uma parte”

Eesta quinta feira (07), o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Feira de Santana (SECOFS), Antônio  Cedraz falou sobre a mudança do feriado do dia 24 de junho, dia do São João para o dia 18 de outubro.

Antônio Cedraz disse, “O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins(MDB), foi injusto em ouvir só uma parte, acho que ele tem quer ouvir  à  democracia”, afirma.

“Tem que  ouvir as duas  partes, os comerciários tem representação, nosso Sindicato, os comerciantes foram mais que representados, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a (ACEFS) Associação Comercial e Empresarial “, disse o presidente.

“Estava tudo certo para o dia 11 comemorar o São João demorou, a gente está sempre lembrando o prefeito para que o feriado não fosse esquecido jogou para  proxima segunda feira  dia 11 e agora para dia 18, logo no Dia o Comerciário? “.Pergunta.

Questionado sobre a decisão do prefeito Colbert  Martins  em mudar o feriado do dia 24 de junho para 18 de outubro, o sindicalista afirmou,” acho uma injustiça muito grande, porque são poucos feriados negociados na convenção coletiva e perder um feriado do dia do São João. Porque não escolheu um dia morto, como o  dia 3 janeiro, primeira  segunda feira do ano?, questiona.

O comérdcio será aberto no feriado 

No feriado do dia 12, o comércio será aberto porque está nas convenções coletivas, o comércio vai abrir e pagar todas as taxas”, garante.

De acordo com Antônio, o comércio e os supermercados irão funcionar, os supermercados pagarão o valor  R$ 74,00  e  os demais  vão pagar R$ 65,00.Todo os segmentos irão funcionar normalmente, segundo Cedraz.

“Temos outras datas , mas  no Dia do Comerciário  eu achei uma falta de consideração muito grande com a categoria.

“O Dia do Comerciário  vai prevalecer sendo 18 outubro, mas o feriado do São João, vamos até o prefeito espero que ele nos receba, Colbert recebeu um lado, mas o correto  é ouvir  os dois lados, vamos tentar reverter essa situação , porque o comerciário não é escravo e precisa ser ouvido, é o maior fator de produção do país, é a categoria mais antiga e merece respeito”, diz.

Perguntado se não tiver acordo entre as partes, se o Sindicato irá judicializar, o presidente disse, “o primeiro passo é a negociação,o setor jurídico está reunido para tentar outra situação, esperamos resolver sem precisar judicializar”, afirma Antônio Cedraz.

Informações: Conectados News

OUTRAS NOTÍCIAS