Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Melody teve a sua versão da música “Faking Love” retirada do ar

Melody teve a sua versão da música “Faking Love” retirada do ar

Melody teve sua versão em português da música Faking Love retirada do ar nessa segunda-feira (21). Anitt a foi as suas redes sociais defender a sua imagem e voz usadas sem consentimento da artista em vídeo postado no YouTube. A htimaker de Girl From Rio culpou o pai da adolescente pela falta de negociações necessárias para o projeto de fato acontecer dentro das normas.

A cantora de 14 anos havia anunciado na internet uma “parceria” com Anitta para o lançamento de Fake Amor. O problema é que Melody não contava com o consentimento da cantora sobre o projeto, então logo que a música entrou no ar, acabou sendo retirada. A adolescente apareceu em vídeo no seu Twitter pedindo para a funkeira fazer a liberação do hit, mas a popstar carioca negou a liberação e com razão, se explicou.

“Música não é bagunça e Internet não é terra de ninguém quando se trata da propriedade de terceiros. É automático o algoritmo da minha gravadora derrubar automaticamente qualquer conteúdo postado. Que tenha a minha voz ou imagem e não seja autorizado previamente” , explicou Anitta . “Quanto a versão da música sem a minha voz… essa também precisa de autorização da editora (Sony) … que todo bom empresário sabe que não se faz por meio do Twitter, e sim entre as editoras por e-mails, ligações etc. Faking Love tem 11 donos. A autorização deve ser enviada formalmente (não pelo Twitter) para essas 11 (eu liberar a minha parte não significa que as outras pessoas vão liberar)”.

Anitta até elogiou a canção lançada por Melody , mas acabou culpando o pai da adolescente pela má gerência da carreira da filha.

“Então, pai da melody, ADOREI a versão, achei divertida a estratégia de marketing pra bombar com meu nome e me forçar a autorizar (achei meio pânico na TV com a sandalia da humildade) mas a burocracia infelizmente (ou felizmente) ainda deve ser respeitada. Para proteger o direito dos artistas e suas criações. Adorarei liberar a minha parte quando receber um pedido formal” , concluiu, deixando as portas abertas para a parceria.

OUTRAS NOTÍCIAS