Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Mais de 600 mil eleitores aguardados em Feira de Santana e Vitória da Conquista

Mais de 600 mil eleitores aguardados em Feira de Santana e Vitória da Conquista

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) está realizando os últimos ajustes para o segundo turno das eleições municipais que irão ocorrer no próximo domingo (29) em Vitória da Conquista e Feira de Santana, dois maiores colégios eleitorais do interior do estado.

São 677.445 eleitores aguardados nas urnas das duas cidades para a escolha dos novos prefeitos. Além disso, os protocolos de segurança adotados no primeiro turno ficam mantidos por conta da pandemia de coronavírus.

Em Vitória da Conquista, 250.293 eleitores estão aptos a votar. A cidade possui 587 seções eleitorais distribuídas em 171 locais de votação. Com 100% de mesários voluntários, o município da região Sudeste da Bahia contará com o apoio de 2.348 pessoas. As zonas 39 e 41 usarão a carteira digital Banco do Brasil para pagar o auxílio alimentação a que os mesários têm direito.

Já em Feira de Santana, o eleitorado é de 427.152 pessoas. É o segundo maior colégio eleitoral da Bahia, ficando atrás apenas de Salvador. A cidade da região do Centro-Norte tem 952 seções eleitorais em 185 locais de votação e terá o apoio de 3.808 mesários para a realização do pleito. As zonas 154 e 157 adotarão o aplicativo do Banco do Brasil para pagar o benefício dos colaboradores da Justiça Eleitoral.

De acordo com a coordenadora de Planejamento de Eleições e de Logística (Coele), Ana Maria Parcero, o TRE-BA seguirá as medidas estabelecidas no primeiro turno, com o objetivo de promover votações seguras. O Tribunal enviará reforço de equipamentos de proteção individual aos dois municípios, tanto de máscaras quanto de álcool em gel.

Novamente, as seções serão abertas uma hora mais cedo, às 7h, e encerradas às 17h. O horário das 7h às 10h segue como preferencial para os eleitores acima de 60 anos ou que façam parte de grupo de risco à Covid-19. E assim como no primeiro turno, os eleitores só serão admitidos para votar se estiverem usando máscara.

O reconhecimento dos votantes pela biometria mantém-se dispensado e a orientação é de que os eleitores baixem o e-Título, que pode ser usado como único documento de identificação, no caso dos biometrizados. Os eleitores que não atualizaram o título com dados biométricos também vão poder usar o aplicativo, mas precisarão apresentar além disso um documento oficial com foto.

OUTRAS NOTÍCIAS