Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Globo se desfaz de sede e passa a pagar aluguel para reduzir custos

Globo se desfaz de sede e passa a pagar aluguel para reduzir custos

A TV Globo fechou a venda de sua sede em São Paulo para uma empresa especializada em investimentos e exploração de imóveis. O edifício, que abriga os estúdios e todas as instalações da rede na capital paulistana, foi comercializado para a Vinci Partners por R$ 522 milhões, e o acordo garante que a líder de audiências poderá continuar ocupando o espaço por mais 15 anos, que serão prorrogáveis por outros 15. A emissora, no entanto, não poderá sublocar o ambiente para terceiros.

O terreno vendido conta com uma metragem de mais de 43 mil metros quadrados. Nele está o Edifício Jornalista Roberto Marinho, além de outros três módulos de produção, uma área de apoio, dois helipontos e cerca de 1500 vagas de estacionamento, entre garagens e vagas externas. Há 13 anos, além de servir de local de trabalho para mais de mil colaboradores, o ambiente também foi transformado no cenário dos três telejornais locais exibidos diariamente pelo canal — Bom Dia São Paulo, SP1 e SP2 — e para entradas ao vivo na GloboNews, o canal de notícias do conglomerado.

No acordo firmado com a Vinci, ficou acordado que a Globo pagará R$ 84,67 mensais pelo aluguel de cada metro quadrado. Considerando a área construída dos edifícios, que ultrapassa a barreira dos 56 mil m², a emissora pagará cerca de R$ 4.741.520,00 a cada mês para continuar ocupando as suas atuais instalações na cidade. Ao final de um ano, a despesa de empresa com o aluguel será de mais de R$ 56 milhões — os valores serão reajustados anualmente, com base no IGPA.

Informações: Feira 24H

OUTRAS NOTÍCIAS