Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

“Sem família, sem beijo, sem abraço, sem sexo, sem trabalho. Entrei na tristeza, na depressão, na solidão”, conta Susana Vieira sobre desafios na pandemia

“Sem família, sem beijo, sem abraço, sem sexo, sem trabalho. Entrei na tristeza, na depressão, na solidão”, conta Susana Vieira sobre desafios na pandemia

A atriz Susana Vieira, 79 anos, revelou que enfrentou momentos difíceis durante a pandemia da Covid-19. Ela foi uma das convidadas do programa “Altas Horas”, neste sábado (25).

“Entrei na tristeza, na depressão, na solidão. Sem família, sem beijo, sem abraço, sem sexo, sem trabalho, com nenhuma perspectiva pela frente, sem vacina…”, contou a veterana.

A artista está de volta aos palcos para encenar “Uma Shirlei Qualquer”, espetáculo de Miguel Falabella. “Fiquei feliz [por poder trabalhar] de novo, saí da minha casca, da minha tristeza, comecei a estudar o texto e lembrar que eu sou atriz”, destacou Susana.

Durante a pandemia, ela precisou fazer sessões de quimioterapia. “Tive uma grande queda na minha leucemia ultimamente. Tive que fazer quimioterapia de novo, quatro sessões. Eu achava que tinha morrido, mas tô viva, tô feliz! Eu sou brava para caramba, no sentido de corajosa. Eu tô em pé, e vou fazer sucesso”, avisou.

Segundo O Dia, a peça que colocará Susana novamente nos palcos estreia em outubro, no Teatro XP Investimento, no Rio de Janeiro. Os organizadores garantem que serão respeitados todos os protocolos de prevenção à Covid-19, como a desinfecção regular do local, que só será ocupado até 50% da capacidade, para manter o distanciamento.

Informações: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS