Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Mulher Abacaxi cansa de ser fruta, vira caminhoneira e quer vaga na TV

Mulher Abacaxi cansa de ser fruta, vira caminhoneira e quer vaga na TV

Marcela Porto afirma que não pretende voltar à música e que o seu sustento vem de seus caminhões. Em 2012, a funkeira participou do DVD Furacão 2000 Armagedon, como Mulher Abacaxi, nome como é conhecida até hoje. “Queria cantar e ser uma mulher-fruta. Na época bombava. Mas atualmente estou focada em ganhar dinheiro, o que eu ganhava era muito pouco”, revela. 

Madrinha da Unidos da Ponte, escola de samba carioca na série ouro (segunda divisão), e dona de uma frota de caminhões, Marcela também quer se arriscar na carreira artística como atriz e sonha em participar de algum reality show na TV. Além de tentar ganhar dinheiro como influenciadora nas redes sociais. 

“Penso em ser atriz, fiz cursos com meu irmão, mas voltar a cantar, não. Hoje, tem tantas trans e drags maravilhosas que fica difícil eu concorrer com elas. Estou contando os dias para entrar em um reality show”, confessa a caminhoneira.

Outro desafio da ex-mulher-fruta é fazer suas redes sociais se transformarem em uma ferramenta de trabalho. “Tenho quase 500 mil seguidores, mas ainda faço poucos publiposts. Inclusive, se alguém quiser me contratar”, avisa.  

OUTRAS NOTÍCIAS