Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Jovem é queimada viva por rejeitar pedido de casamento no Paquistão

Jovem é queimada viva por rejeitar pedido de casamento no Paquistão

201606010642422365_AFP-1

Uma jovem paquistanesa morreu nesta quarta-feira depois de sido torturada e queimada viva no nordeste do país, por se recusar a casar com o filho de seu ex-chefe, informaram a polícia e seus familiares.

– Ela foi torturada e queimada viva. Nós a levamos para o hospital em Islamabad, mas ela morreu hoje por causa de seus ferimentos – relatou Abdul Basit, o tio da vítima, à agência de notícias AFP.

O parente falou com a imprensa quando estava em frente ao setor de queimados do Instituto de Ciências Médicas do Paquistão (PIMS, na sigla em inglês), junto com outros familiares de Maria. Ele deu alguns detalhes sobre o caso.

– O filho do chefe estava divorciado e era duas vezes mais velho do que ela. Ela rejeitou a proposta e deixou o emprego – indicou Basit. – Mas eles a atacaram.

Segundo a polícia, a jovem apontou o diretor da escola privada onde trabalhava e quatro outras pessoas como sendo seus agressores, em um comunicado em seu leito de morte.

– Nós já prendemos um dos suspeitos, e estamos em buscas dos outros – informou o oficial encarregado da investigação, Mazhar Iqbal.

É a segunda vez em pouco mais de um mês que uma paquistanesa é queimada por discordâncias conjugais.

OUTRAS NOTÍCIAS