Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Estudo de Oxford associa hidroxicloroquina ao agravamento de casos de Covid-19

Estudo de Oxford associa hidroxicloroquina ao agravamento de casos de Covid-19

A Universidade de Oxford publicou um estudo, nesta quarta-feira (15), em que associa a hidroxicloroquina com a piora do quadro dos pacientes infectados pela Covid-19. Cerca de 1,5 mil pessoas tiveram mal resultado após ingerir o remédio. O principal risco no uso do remédio é para o coração, podendo causar arritmias.

De acordo com o portal G1, o estudo ainda não passou por uma revisão com outros cientistas. Segundo o estudo, a hidroxicloroquina não reduziu a mortalidade, pelo contrário, o período de internação mais longos aumenta o risco de morte ou necessidade de ventilação mecânica para o paciente. “Embora preliminares, esses resultados indicam que a hidroxicloroquina não é um tratamento eficaz para pacientes hospitalizados com Covid-19”, explicam os cientistas.

OUTRAS NOTÍCIAS