Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Deputada bolsonarista é processada por xuxa após acusação de pedofolia

Deputada bolsonarista é processada por xuxa após acusação de pedofolia

Um processo por danos morais está sendo tramitado no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro por Xuxa Meneghel. A apresentadora colocou a deputada bolsonarista Rosane Felix para responder o processo após ser associada à pedofilia e à exploração infantil.

As declarações dadas por  Rosane  em 2020 são em relação ao livro Maya: bebê arco-íris escrito por Xuxa Meneghel. A história da obra é baseada na vida de duas mulheres que são mães de uma criança, a mesma história de duas amigas de Xuxa na vida real.

Quando ocorreu o lançamento do livro, apresentadora defendeu fielmente a publicação e também a história para as crianças entenderem que o amor é mais importante do que todo preconceito ponto entretanto, Rosane que é presidente da Comissão de assuntos da criança, do Adolescente, e do Idoso da ALERJ (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), não aceitou a obra com bons olhos.

“Para ensinar o amor e o respeito ao próximo não precisa escrever livro LGBT. Isso se aprende com boas maneiras dentro de casa e na escola. Já não basta a pedofilia, a exploração sexual infantil, e agora tem isso? Deixem as nossas crianças em paz!”, comentou a deputada.

“Elas precisam ser incentivadas a brincar, jogar bola, andar de bicicleta, brincar de pique, de boneca! Criança não tem que ser induzida a pensar em sexo ou sexualidade”, finalizou Rosane.

Processo foi aberto em 2020 por Xuxa 

Apesar da informação ter sido exposta só agora, o processo movido por Xuxa começou, na verdade, ainda em 2020, em São Paulo, porém, a competência é do RJ, segundo o juiz da capital paulista. De acordo com informações do site Notícias da TV, a loira pede uma indenização de R$ 150 mil por danos morais.

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS