Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Conselho de Medicina deve conversar com Teich sobre contratação de médicos formados no exterior

Conselho de Medicina deve conversar com Teich sobre contratação de médicos formados no exterior

O presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Ribeiro, deve conversar com o ministro da Saúde, Nelson Teich, sobre a solicitação dos governadores do Nordeste de contratar 15 mil médicos formados no exterior para auxiliarem no combate à pandemia do coronavírus.

À coluna Estadão, do jornal O Estado de São Paulo, Ribeiro criticou pedido dos governadores e argumentou que não faltam médicos para atender a população. “Vejo isso como traição dos governadores em relação à classe médica, colocando em risco o atendimento à população. Médicos formados no exterior são bem-vindos, contanto que mostrem conhecimento mínimo no Revalida”, disse.

Os governadores encaminharam um documento a Teich no último dia 17 de abril – dia seguinte à sua nomeação na pasta -, pedindo autorização para contratarem cerca de 15 mil médicos formados no exterior que não possuem autorização para atuarem no Brasil.

Eles pedem a validação imediata desses diplomas. Os governadores do Nordeste foram os primeiros a apresentarem demandas ao novo ministro. No último dia 21, a CNN Brasil noticiou que, com o respaldo do Palácio do Planalto, o ministro da Saúde deve rejeitar o apelo.

OUTRAS NOTÍCIAS