Chacina cometida por Lázaro Barbosa pode ter sido a mando de fazendeiro indicam mensagens

A investigação da polícia aponta que fazendeiro preso, Elmi Caetano, pode ter sido o mandante da morte de quatro pessoas da mesma família, crime cometido por Lázaro Barbosa em Ceilândia, no Distrito Federal.

A polícia encontrou uma mensagem de voz no celular do fazendeiro que indica que o criminoso usava a fazenda como esconderijo. “Ele está dormindo lá naquele barraco onde a mãe dele morava”, dizia Elmi na gravação.

O caseiro, Alain Reis de Santana, de 33 anos, chegou a ver o criminoso na propriedade e até falou com o patrão, que negou o fato. Ao ser levado para a delegacia, Santana afirmou que não fez nenhuma denúncia à polícia pois chegou a ser ameaçado por Lázaro caso ele contasse para alguém o que tinha visto.

Alain contou para polícia que Lázaro ficou na fazenda de Elmi pelo menos cinco dias, tendo livre acesso às dependências da casa. As investigações também apuram se Ellen Vieira, viúva de Lázaro, e a ex-mulher dele, Luana Cristina, teriam ajudado o criminoso.

Chacina

O fazendeiro Cláudio Vidal e os dois filhos, Gustavo e Carlos Eduardo, foram assassinados com tiros e facadas nas terras da família, no dia 9 de junho. A mulher de Cláudio, a empresária Cleonice Marques de Andrade, foi feita refém e levada para um córrego, onde foi estuprada por Lázaro e encontrada morta, no dia 12 de junho.

Informações: Band Uol

OUTRAS NOTÍCIAS