Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Cantor e empresário Mário Brasil é acusado de estupro por funcionária

Cantor e empresário Mário Brasil é acusado de estupro por funcionária

O cantor e empresário Mário Brasil, que ficou famoso após estourar com a música ‘Toda Enfiada’, da banda O Troco, foi acusado de estupro e agressão física por uma funcionária que trabalhava como garçonete em seu restaurante no bairro do Cabula, em Salvador. O caso teria ocorrido dentro do estabelecimento do artista, no último domingo (13/06).

Relatos nas redes sociais indicam que o homem teria convidado a jovem de 18 anos para uma comemoração entre funcionários na empresa. A garçonete afirma que quando chegou ao local só havia o suspeito. Ela, então, pediu para ir embora, mas Mário não teria aceitado. Segundo o relato, ele tentou abusá-la sexualmente e os dois entraram em luta corporal. Fotos divulgadas em grupos de WhatsApp mostram a mulher com ferimentos no rosto.

Em conversa com o Informe Baiano por telefone, na manhã desta quinta-feira (17/06), ele negou a versão apresentada pela funcionária.

“Nada disso é verídico, tudo é mentira, tudo isso é inventado. Eu sair agora da delegacia, mostrei todos os vídeos que eu tenho dessa pessoa sozinha no meio da rua andando e eu filmando ela, ela caindo, embriagada”, iniciou.

O dono do restaurante diz que a jovem estava em fase de testes e trabalhava como freelancer a pedido da mãe, que é funcionária do local.

“Quando ela saiu do estabelecimento e acabou o horário de trabalho, mais tarde tinha jogo do Bahia (contra o Internacional), ela chegou pra mim e falou: ‘minha mãe não tá em casa e nem meu pai. Eu não quero ir pra casa, não. Eu quero tomar uma cerveja. Se eu beber aqui eu pago o mesmo valor dos clientes normais ou tem desconto porque eu sou funcionária?’. Eu disse ‘vai pagar o mesmo valor’. Eu disse isso, brincando, é claro. Ela foi em casa e voltou”, pontuou.

Mário relata ainda que a jovem consumiu Brahma Duplo Malte e uma dose de Campari, enquanto ele bebeu Heineken.

“Na hora de ir embora, fechei o estabelecimento e nós descemos. Quando ela desceu pra montar na moto pra eu levar ela pra casa, ela já tava mal, embriagada. Aí eu peguei e falei: ‘Ô, não dá pra você montar na moto, vamos andando’. Por ser próximo da casa dela”, acrescentou.

Ao chegar na entrada de São Gonçalo do Retiro, conforme Mário Brasil, a mulher “se transformou”. Ele também ratificou que não agrediu a mulher.

“Começou a falar que não ia pra casa não, que a mãe não entendia ela. E que iria pra casa da namorada dela”, concluiu Mário Brasil, que sofreu um acidente de trânsito no dia seguinte e chegou a ficar hospitalizado, mas já está recuperado. O músico prestou depoimento hoje de manhã na 11ª Delegacia Territorial, que investiga o caso.

Informação – Informe Bahiano

OUTRAS NOTÍCIAS