Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

À la Orkut, Twitter anuncia criação de comunidades

À la Orkut, Twitter anuncia criação de comunidades

Há muito tempo, em uma galáxia não tão distante… havia uma rede social em que as pessoas conversavam em comunidades com outras pessoas que tinham os mesmos interesses, o que foi encerrado em definitivo há quatro anos. Não existia feed de notícias, stories, cancelamentos. A rede era o Orkut, que bombou no Brasil no começo do século, onde proliferavam comunidades ingênuas e brincalhonas do tipo “Eu odeio acordar cedo” e “Queria sorvete, mas era feijão”.

Pois recentemente o Twitter anunciou algumas novidades, entre elas a criação de Comunidades, além da retomada na verificação dos perfis no início do ano. Segundo divulgado no blog da empresa, a ideia é que o recurso seja “uma nova maneira para encontrar e se conectar mais facilmente com aqueles que desejam falar sobre as mesmas coisas que você”.

Por um lado, em um mundo digital cheio de ódio e mentiras, é saudável a existência de espaços seguros em que podemos trocar ideias com quem tem afinidade conosco, sem correr o risco de nos deparar com conteúdos absurdos e estragar o nosso dia. Por outro, será que esse tipo de recurso não aprofunda ainda mais as bolhas na internet, em que todos ficam apenas reafirmando as suas próprias convicções e as dos seus iguais, sem se expor ao contraditório?

Para pensar. Não há solução fácil para o mal causado tanto pelo ambiente tóxico das redes quanto pela construção de mundos paralelos e impermeáveis à realidade que existem na internet. De qualquer forma, o Twitter anunciou medidas que ajudarão a tentar manter as Comunidades seguras, como a existência de moderadores e o fato de que todas as conversas serão públicas e que qualquer pessoa poderá ler, compartilhar e denunciar tuítes.

Neste momento, as Comunidades só podem ser criadas e administradas por contas que tuítam em inglês. Para participar, é preciso receber um convite. Só os membros podem tuitar, mas qualquer um pode entrar e ler as conversas nas Comunidades que já existem, sobre tópicos como cães, astrologia, cuidados com a pele, indústria de games etc.

Clicando em cima do tuíte, aparece a opção de traduzi-lo. Veja algumas Comunidades aqui. O app tem que estar atualizado. Para quem quiser criar novas comunidades, é possível manifestar o interesse preenchendo este formulário (em inglês): help.twitter.com/en/forms/communities-interest.

Informações: Folhapress

OUTRAS NOTÍCIAS