Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Sindicância descarta fraude em vacinação contra Covid-19 em Feira de Santana

Sindicância descarta fraude em vacinação contra Covid-19 em Feira de Santana

Sindicância da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) concluiu que não houve nenhuma fraude na vacinação contra a Covid-19, como denunciaram a publicitária Jéssica Santos Almeida e Anne Karoline Brito dos Santos. Em lugar delas, respectivamente, foram vacinadas a avó, Julia Pereira dos Santos, e mãe, Lucimar Brito de Lima.

Julia Pereira dos Santos foi vacinada no dia 17 de março, enquanto Lucimar Brito de Lima, no dia 21 de maio. Ainda segundo a sindicância, isso aconteceu porque, nos dois casos, ambas constavam no sistema com os números dos cartões do SUS correspondentes à neta e à filha, por algum erro cometido em um atendimento anterior ao da vacinação, em uma unidade pública de saúde.

O erro perdurou quando os dados das duas vacinadas foram enviados ao Programa Nacional de Imunização (PNI) sem que se percebesse a questão envolvendo os números dos cartões do SUS. O problema só foi sanado depois que Jéssica e Anne denunciaram que seus nomes constavam como vacinados, quando na realidade isso ainda não havia acontecido.

De todo modo, a sindicância esclarece que as doses da vacina não foram desviadas dolosamente, sendo aplicadas em familiares das duas denunciantes. Até agora, a Secretaria Municipal de Saúde já aplicou cerca de 260 mil doses de vacinas contra a Covid-19, ocorrendo apenas esses dois problemas.

O secretário de Saúde de Feira de Santana, Marcelo Britto, descarta qualquer possibilidade de fraude no sistema de vacinação do município e pede que a população contribua conferindo todos os seus documentos antes da vacinação. A Secretaria de Saúde já solicitou a correção junto à Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) do Ministério da Saúde (MS).

Informações: Secom

OUTRAS NOTÍCIAS