Rui afirma que não haverá festa com aglomeração no natal e ano novo sem vacina para Covid-19

Governador da Bahia sanciona lei que prevê multa de até R$ 20 mil por fake news sobre pandemia

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou nas redes sociais, nesta quinta-feira (19), que enquanto não existir uma vacina para Covid-19 não haverá festas com aglomeração no natal, ano novo ou em qualquer outra data no estado.

“Na Bahia, não haverá festa com aglomeração no Natal, no Réveillon ou em qualquer outra data comemorativa enquanto não tivermos vacina”, diz parte da publicação.

Ele ainda afirmou que alguns eventos poderão ser cancelados e que a medida é para salvar vidas.

“Eventos sem autorização da Vigilância Sanitária poderão ser cancelados com prejuízo aos envolvidos. Vamos trabalhar sem descanso p salvar vidas”, disse o governador na postagem.

Segundo a Secretaria de Comunicação, a fiscalização será feita pela polícia.

O governador ainda lembrou na publicação que em todo estado há um decreto que proíbe eventos com mais de 200 pessoas.

“Continuamos em guerra contra a #Covid19. Não vamos permitir que confraternizações de final de ano tragam como consequência à #Bahia uma 2ª onda da pandemia. Quero lembrar que há um decreto em vigor, válido em todos os 417 municípios, que proíbe eventos com mais de 200 pessoas”, afirmou.

A fala de Rui Costa ocorre dias depois da prefeitura de Porto Seguro, no sul da Bahia, publicar decreto autorizando a realização de festas de fim de ano na cidade.

Segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), na noite desta quinta-feira (19), a Bahia tem 380.294 casos da doença confirmados desde o início da pandemia. O número total de mortes chega a 8.038.

Informações G1

OUTRAS NOTÍCIAS