Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Pessoas cadastradas em programa e centros de referência recebem doação de máscaras confeccionadas pela comunidade

Pessoas cadastradas em programa e centros de referência recebem doação de máscaras confeccionadas pela comunidade

O uso da máscara, que é um equipamento de proteção individual para profissionais de saúde, está sendo recomendado para toda população pelos principais órgãos de saúde em prevenção a Covid-19. Em Feira de Santana, máscaras artesanais de tecido estão sendo confeccionadas e doadas pela comunidade de forma solidária para pessoas que se enquadram em grupos vulneráveis da doença, cadastradas em programa e centros referência da Prefeitura.

Um grupo de cinco amigas doou mais de 100 máscaras para os pacientes cadastrados no Centro de Referência Municipal em Infecções Sexualmente Transmissíveis/HIV/AIDS. As máscaras são feitas de tecido e devem ser lavadas com água e sabão, ou uso de cloro, para serem reutilizadas pelos pacientes. O objetivo da doação é para evitar a contaminação pela Covid-19 a essas pessoas que já possuem seu sistema imunológico debilitado.

“No momento da entrega orientamos sobre a importância do uso da máscara, higiene das mãos, distanciamento social e as medidas preventivas em relação a doença. Todos os nossos serviços estão mantidos, já que nosso paciente não pode ficar sem remédio, consultas e orientações, sendo assim a informação é nossa maior estratégia para o controle da doença”, destaca Vanessa Sampaio, coordenadora do Centro de Referência em IST.

Ainda de acordo com ela, essas ações são muito importantes para o cuidado com o paciente que já possui facilidade para adquirir infecções devido ao seu potencial imunológico muitas vezes já fragilizado pela patologia. “Todas as instruções quanto à higiene e maneira correta de usar as máscaras são passadas verbalmente, bem como em uma etiqueta anexada nelas”, pontuou.

O ato de solidariedade também chegou ao Programa de Apoio á Pessoa com Doença Falciforme. Um total de 190 máscaras para adultos e crianças foram distribuídas entre os pacientes cadastrados. A doação foi realizada por uma costureira e sua filha como um gesto de afeto.

A coordenadora do programa, Luciana Brito, acredita que a doação de máscaras é um ato importante neste momento de pandemia. “Essa doação representa um gesto de amor”, observou.

Segundo Luciana a proteção deve ser reforçada em toda família. “Tanto para os pacientes quanto para as pessoas que cercam aquele indivíduo, como pai, mãe, tio, avô, devem estar protegidos com a máscara. Não podemos proteger somente o nosso paciente, pois ele convive com pessoas e na medida do possível todos precisam do uso da máscara, até o momento com as doações que recebemos estamos oferecendo o equipamento á todos os membros da família”, pontua.

OUTRAS NOTÍCIAS