Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Pesquisa conclui que divulgação do vídeo de reunião ministerial reduziu desgaste de Bolsonaro

Jair Bolsonaro faz novo teste de Coronavírus

Duas pesquisas realizadas pela consultoria Atlas Político antes e depois da divulgação da reunião ministerial do dia 22 de abril, apontam que o presidente Jair Bolsonaro conseguiu reverter parte do desgaste provocado pela demissão do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro.

De acordo com informações da coluna Estadão, do jornal O Estado de São Paulo, o levantamento aponta que 12,9% dos entrevistados opinaram que a saída de Moro do governo melhorou sua avaliação sobre Bolsonaro.

Para outros 31,2%, o episódio que não interferiu em nada. Já para 52,7% dos participantes, a situação incidiu negativamente na imagem presidencial. Antes do registro da reunião ser divulgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), os números relativos a essas questões eram, respectivamente, 4,2%, 27,8% e 66,1%. Os demais responderam que não sabiam opinar.

Questionados se concordam com as críticas feitas pelo ex-ministro ao presidente, 27,3% disseram que não e 63,8%, que sim. Antes do vídeo, eram 19,1% e 72%, respectivamente. Também de acordo com a publicação, a pesquisa foi feita online, com duas mil pessoas, entre os dias 24 e 26 de maio. A anterior foi feita em abril, depois da demissão de Moro.

OUTRAS NOTÍCIAS