Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

‘Operação São João’: Mais de 7 mil policiais militares vão intensificar rondas na Bahia

‘Operação São João’: Mais de 7 mil policiais militares vão intensificar rondas na Bahia

Para evitar uma terceira onda de infecções pela Covid-19, o governo determinou o incrementou do efetivo de 7,5 mil policiais militares em toda a Bahia para cumprir fiscalização no intuito de coibir aglomerações.

O reforço será empregado entre os dia 23 e 28 deste mês, conforme apurado pelo jornal Correio. Para isso, esse efetivo, que estaria de folga, receberá hora extra e os 32 mil policiais que completam o batalhão em todo o estado estarão nas ruas.

O oficial do Comando de Operações Policiais Militares (COPPM), o major Edmundo Assemany, afirma que o investimento será na casa de R$ 1,1 mi. “Serão 500 na capital e 7 mil no interior nesse regime extraordinário”.

O temor pelo crescimento de casos se justifica com o exemplo do ano passado, que mesmo com ações para conter aglomerações, tomadas pelas autoridades baianas, os casos de covid-19 cresceram em até 280% nos municípios onde os festejos juninos são tradicionais, como Cruz das Almas, Amargosa, Santo Antônio de Jesus, Bonfim e Mucugê.

Algumas localidades de Salvador, como subúrbio e municípios, à exemplo de Cruz das Almas, serão alvos especiais de fiscalização pela tradição de guerra de espadas.

“Se um cidadão está em sua casa, com sua mulher e seus filhos e resolve aceder uma fogueira no quintal, não vejo nenhum mal nisso. O que a gente chama de festas de aglomeração? São locais onde as pessoas estão sem máscaras, não respeitando o distanciamento e nem a quantidade de pessoas. A gente pede também o bom senso das comunidades”, completou Assemany.

Em caso de denúncias, a população pode ligar através do 190 ou no novo número do Disque Denúncia, 181.

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS