Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Nike fecha sede e dá semana de folga para funcionários cuidarem da saúde mental

Nike fecha sede e dá semana de folga para funcionários cuidarem da saúde mental

A Nike suspendeu as atividades e fechou sua sede em Oregon, nos Estados Unidos, dando uma semana de folga para seus funcionários cuidarem da saúde mental.

CEO da empresa, Matt Marrazzo disse que a liberação de todos os funcionários, de segunda a sexta-feira, “não é apenas uma semana de folga para a equipe”, mas um “reconhecimento de que podemos priorizar a saúde mental e ainda assim fazer o nosso trabalho”.

Em comunicado divulgado no seu perfil no LinkedIn, Marrazzo escreveu: “Todos os nossos líderes estão enviando uma mensagem clara: Aproveite para relaxar, desestressar e passar tempo com seus entes queridos. Não trabalhe. É em momentos como este que sou muito grato por fazer parte deste time”.

Ainda de acordo com ele, a medida é importante para a empresa após os desafios impostos pela pandemia de Covid-19. A decisão, na análise de analistas, reflete o fato de a Nike ter tido um ano de sucesso, com vendas crescentes.

“Em um ano (ou dois) diferente de qualquer outro, reservar um tempo para descansar e se recuperar é a chave para um bom desempenho e manter a sanidade. O ano passado foi difícil — somos todos humanos! e vivendo um evento traumático! — mas tenho esperança de que a empatia que continuamos a mostrar aos nossos companheiros de equipe terá um impacto positivo na cultura de trabalho daqui para frente”, acrescentou o CEO da empresa.

Outras empresas já tiveram a mesma iniciativa da Nike nos EUA. O aplicativo de namoro Bumble liberou os 700 funcionários em todo o mundo em junho. O LinkedIn também deu aos seus funcionários uma semana de folga em abril, e o banco Citi Group disse em março que teria “sextas-feiras sem zoom” para combater a fadiga da pandemia.

Informações: Bahia.Ba

OUTRAS NOTÍCIAS