Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Mulher que protagonizou episódio de homofobia em padaria é condenada a pagar indenização; relembre

Mulher que protagonizou episódio de homofobia em padaria é condenada a pagar indenização; relembre

Uma mulher que agrediu e ofendeu clientes e funcionários de uma padaria em São Paulo, após reclamar de um lanche, foi condenada pela Justiça a pagar 5 mil reais de indenização por danos morais ao balconista agredido.

O caso aconteceu em novembro de 2020 e teve grande repercussão após um vídeo registrar os ataques. A mulher, identificada como Lidiane Biesok, atacou o funcionário com xingamentos homofóbicos. Nas imagens, enquanto faz as ofensas, ela dá tapas e joga objetos que estão em cima do balcão do estabelecimento.

“Diante do caso concreto, tenho que a situação vivida pela parte autora agressões verbais de cunho racista e homofóbico na frente de outras pessoas, em seu ambiente de trabalho – foi suficiente para caracterizar dano moral […] A conduta da ré, portanto, causou ao requerente dano moral consistente em ‘dor, vexame, sofrimento ou humilhação que, fugindo à normalidade, interfira intensamente no comportamento psicológico do indivíduo, causando-lhe aflições, angústia e desequilíbrio em seu bem-estar'”, argumentou na decisão a juíza Eliana Adorno de Toledo Tavares, da 1ª Vara do Juizado Especial Cível do Fórum Central de Juizados Especiais.

Informações; BNews

OUTRAS NOTÍCIAS