Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Movimentação de Lula em Brasília causa apreensão em setores do governo

Movimentação de Lula em Brasília causa apreensão em setores do governo

Está prevista a chegada do ex-presidente Lula (PT) a Brasília nesta segunda-feira (3) para uma série de reuniões com políticos e autoridades internacionais. Pelo apurado, a movimentação do petista é vista com apreensão por setores que já se debruçam na organização política de Jair Bolsonaro (sem partido) com mira em sua reeleição em 2022. Será a primeira viagem do pernambucano ao Distrito Federal após a invalidação das suas condenações.

Há um entendimento, por parte do presidente Bolsonaro, que Lula está por trás das diversas derrotas sofridas nas últimas semanas: de decisões do STF a instalação da CPI da Covid no Senado Federal. Os passos do petista no DF serão analisados com precisão.

Lula deve se encontrar com político do MDB e com o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL/RJ) que estuda a possibilidade de migrar para o PT. Os representantes das embaixadas de Rússia, Reino Unido, Alemanha e Argentina também devem receber o petista, de acordo com O Globo.

O encontro com o MDB é um sinal de aliança futura. Lula busca se reaproximar da sigla que pavimentou sua coalização no Congresso e também foi a principal algoz no processo de impeachment de Dilma Rousseff. O ex-presidente José Sarney está na lista das possíveis visitas.

Há quem sustente a tese que o MDB sonha em indicar a vice do petista, caso o ex-presidente Michel Temer resolva, de fato, não concorrer em 2022. Um dos nomes cotados ao posto é do relator da CPI da Covid, o senador alagoano Renan Calheiros.

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS