Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Mourão fala sobre reajuste de 5% para todos os servidores públicos

Mourão fala sobre reajuste de 5% para todos os servidores públicos

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta quarta-feira (4) que a proposta do governo, de conceder aumento de 5% de reajuste para todos os servidores públicos não é necessária, “mas é o possível”.

No fim do ano passado, o Congresso Nacional aprovou o Orçamento Federal com reserva de R$ 1,7 bilhão para reajuste a carreiras da Polícia Federal (PF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

A previsão provocou reações e outras categorias do serviço público passaram a cobrar aumento de salário. O presidente Jair Bolsonaro pediu “compreensão” aos demais servidores e o governo, então, segurou o reajuste das forças de segurança e passou a avaliar um aumento de 5% para todo o funcionalismo.

“O presidente tomou uma ideia inicial que ele recuou. Hoje qual é a decisão que não está efetivamente oficializada, vamos colocar, seria um aumento linear para todo mundo de 5%. É o necessário? Não, não é o necessário, mas é o possível”, disse o vice-presidente.

Mourão deu a declaração durante entrevista ao chegar ao seu gabinete, em um dos anexos do Palácio do Planalto. O vice foi questionado sobre paralisação de servidores, insatisfeitos com as possibilidades de reajuste avaliadas pelo governo federal.

 

Na semana passada, Bolsonaro admitiu que o reajuste segue em impasse porque a proposta de 5% “desagrada a todo mundo”.

No entanto, o presidente defendeu conceder um aumento aos servidores por causa da alta da inflação no país — o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), considerado uma prévia da inflação oficial, acumula alta de 12,03% em 12 meses.

Fonte: g1.globo.com

OUTRAS NOTÍCIAS