Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Morte a tiros de cinco pessoas da mesma família em condomínio na cidade de Porto Alegre é investigada pela polícia

Morte a tiros de cinco pessoas da mesma família em condomínio na cidade de Porto Alegre é investigada pela polícia

Um homem de 44 anos é suspeito de matar a tiros quatro pessoas da mesma família na manhã desta quarta-feira (27) em um condomínio de casas na Zona Sul de Porto Alegre. Após o crime, ele teria cometido suicídio, segundo a Brigada Militar.

A identidade do autor dos disparos foi confirmada durante a tarde como Octávio Driemeyer Júnior, de 44 anos. Já as das vítimas não haviam sido divulgadas até a última atualização desta reportagem.

O tenente-coronel Eduardo Cunha Michel, comandante do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), disse que Driemeyer teria usado duas espingardas calibre 12 para matar o filho de 14 anos; a esposa, de 45; a sogra, de 81; e uma terceira mulher, que seria a própria mãe dele, de 79. Em seguida, teria usado uma das armas para se matar.

O delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, titular da 4ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (4ª DHPP), informou que uma mulher, também da família, sobreviveu. Ela relatou que, na noite anterior ao crime, tomou um medicamento para dormir oferecido pelo homem teria e não suspeitou da atitude dele.

A mulher disse que não sentiu nenhum efeito da medicação. A polícia irá investigar se as vítimas também foram medicadas, pois todas estavam dormindo quando foram assassinadas.

Fonte: g1.globo.com

OUTRAS NOTÍCIAS