Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

MANHÃ CAÓTICA: Sem ônibus em Feira de Santana

MANHÃ CAÓTICA: Sem ônibus em Feira de Santana

Desde o início da manhã desta quinta, representantes do Sindicato dos Rodoviários bloquearam a saída dos veículos nas garagens das empresas Rosa e São João que prestam o serviço de mobilidade no Município.

A iniciativa, de acordo com o diretor do sindicato Antônio Carlos Lima, é uma reivindicação da categoria diante da falta de salário.

‘Estamos há dias, flexibilizando para essas empresas porque eles dizem que está faltando dinheiro da prefeitura que eles não têm dinheiro para pagar a gente e a negociação com a prefeitura nunca anda, flexibilizamos ticket alimentação que está dividido em três parcelas, onde a gente já está fazendo um grande esforço e cansamos’, afirma.

Com a mobilização, 100% da frota de ônibus não está circulando. ‘’Assim que resolver o pagamento dos trabalhares, estamos aqui para negociar e liberar o pessoal. Assim que começar a pagar, cada um vai saindo, não queremos atrapalhar a população, só cobrar os nossos direitos’, ressalta o diretor do sindicato.

A nossa reportagem recebe muitos relatos de feirenses sobre a falta de ônibus e atraso do transporte nos bairros. Situação que, conforme Antônio, é de responsabilidade do poder público.

‘Tiraram os carros da cidade, estamos andando superlotados, falaram que não pode andar lotado por causa da pandemia, mas se tiraram os carros, está lotado, tem três ou quatro bairros com um ônibus só. A direção da empresa faz o horário que quer e a prefeitura fechou os olhos para isso também’, destaca.

A Prefeitura Municipal ressaltou que, para atender as demandas da população, enquanto não há liberação dos ônibus e retorno das atividades, vans dos transportes alternativos estão sendo colocados em circulação na cidade.

O secretário Municipal da Fazenda Expedito Eloy pontuou ainda que a prefeitura não tem nenhuma pendência financeira com as empresas de ônibus urbano.

OUTRAS NOTÍCIAS