Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Low key, ath flow e homewear: termos da moda que são tendências em 2021

Low key, ath flow e homewear: termos da moda que são tendências em 2021

De acordo com o relatório do Pinterest Predicts de 2021, buscas por peças do estilo ath flow cresceram cerca de 185% em comparação ao ano anterior, principalmente em países como Brasil, Itália e França. A tendência, que visa unir roupas fitness e fluidez, é uma das fortes candidatas a substituir movimentos fashionistas do ano passado.

Ao passo que 2020 foi marcado pelo estilo loungwear, com looks confortáveis e peças de tamanho maximizado, a previsão é que a sofisticação ganhe mais importância na hora de montar o visual nos próximos meses.

As primeiras tendências vieram em encontro ao início da pandemia e à estipulação da quarentena. Logo, roupas leves, que potencializavam o conforto, entraram no radar de várias fashionistas, seja para montar o visual completo ou até mesmo na hora de escolher o conjunto de lingerie.

Atualmente, apesar de peças confortáveis continuarem em foco, muitos estilos foram ressignificados, a fim de acrescentar mais elegância e ousadia aos looks. Portanto, lingerie sensual à mostra, cortes mais modernos e tecidos elegantes marcam os movimentos mais recentes no mundo da moda.

Além do já mencionado ath flow, a sensualidade low key e o homewear são tendências que aparecem com força nos próximos meses.

Sensualidade low key

Dua Lipa e Victória Rocha apostam na sensualidade low key (Reprodução/Instagram)

Um dos mandamentos da tendência de sensualidade low key é deixar a pele à mostra, acentuando a beleza natural, de forma delicada. Outro ponto de importância no estilo é a liberdade dos braços e pernas, a fim de permitir o movimento do corpo. Portanto, peças de alças finas e mini saias e shorts são figurinhas repetidas dentro do movimento.

É uma tendência indicada para um clima mais quente, principalmente durante o verão. Além das peças citadas, detalhes como a transparência podem ajudar a ornar o look. Já para a lingerie, peças mais simples tendem a chamar atenção, uma vez que o foco é uma sensualidade delicada.

Ath flow

Look esportivo é escolha de Syana Laniyan e Hanna Roslan (Reprodução/Instagram)

O estilo é uma mistura de dois termos: “athleisure” e “flow”. A primeira palavra, por sua vez, é também um conceito criado com base em diferentes estilos – atletismo e lazer, juntos em um só look. Agora, com o ath flow, a fluidez, característica do segundo termo, também marca seu espaço.

O estilo tem inspirações nos visuais esportivos e é mais confortável do que muitas peças de passarela. Porém, a maior diferença vem pelas roupas, que são mais chamativas e têm como prioridade permitir a movimentação do corpo. Nesse sentido, roupas oversized, lingeries à mostra e moletons marcam presença em um visual ambíguo que flerta entre a formalidade e a casualidade.

Apesar da grande base em outros movimentos, como o athleisure e loungewear, seus looks tendem a ser mais elegantes, com cortes mais complexos, modelagens modernas e tecidos mais sofisticados.

Homewear

Conforto é marca dos looks de Hanna Roslan e Zoe Sugg (Reprodução/Instagram)

O homewear ganhou força durante a quarentena, sendo um estilo que permite que peças informais, como um short doll, ganhem espaço nos looks do dia a dia. Porém, a tendência já possui espaço no mundo da moda desde a década de 1990. Assim como os outros estilos, a principal finalidade é potencializar o conforto com roupas de ficar em casa.

homewear busca trazer visuais mais arrumados, sem peças velhas ou que remetam instantaneamente ao pijama. Nesse caso, roupas leves, de fibras naturais, como algodão e linho, ou calças e blusas de malha são itens de grande valor.

Peças como camisas, calças de tecido, além de cardigãs e moletons são indicadas para compor o estilo homewear, que é uma escolha estratégica para o look do trabalho em casa, durante o isolamento.

Informações: Top View

OUTRAS NOTÍCIAS