Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

História da culinária feirense é contada em Livro e websérie

História da culinária feirense é contada em Livro e websérie

Apaixonada pela culinária, antropologia e memórias afetivas, a consultora e professora gastronômica Monia da Hora revela uma deliciosa valorização da cultura alimentar de Feira de Santana em seu livro e websérie “Trilhando os Sabores da Tradição”.

“A ideia da websérie é trazer o relato dos personagens inseridos no livro que representam a história da culinária feirense. O livro revela a territorialidade e gastronomia de Feira Santana, das bases referenciais até a consolidação da culinária no município”, relatou Monia em entrevista ao Conectado News.

Dos nove personagens relatados no livro, três deles tiveram a oportunidade de contar a sua história através da websérie são eles: Roque do Feijão e da Cebola, Neném do Bode, Aélcio do  Abrigo Predileto.

“Em Feira de Santana existe uma miscigenação alimentar, desde a maniçoba, do bode até o pastel, que são pratos bem consumidos na região e a importância desse projeto é eternizar e valorizar a nossa cultura e culinária”, destacou a Chef Monia.

Monia acrescenta. “Os próximos passos para 2022, é criar conteúdo audiovisual com todos os personagens e lançar o livro físico que até o momento só temos ele em formato digital”, concluiu.

O projeto foi patrocinado com recursos da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através da Mostra da Diversidade Cultural: Imagens da Cultura Popular, realizada pela Organização Não Governamental (ONG) “Favela É Isso Aí”, Belgo Bekaert Arames e Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo e Governo Federal. A websérie está dividida em três episódios, disponível no canal do YouTube “ONG Favela é Isso Aí” e pode ser acessada através dos links abaixo:

Informações: CN

OUTRAS NOTÍCIAS