Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Filho biológico de Cid Moreira acusa pai de abandono: ‘Ele não quer ser meu pai’

Filho biológico de Cid Moreira acusa pai de abandono: ‘Ele não quer ser meu pai’

Rodrigo Radenzev Simões Moreira, filho biológico de Cid Moreira, revelou que que nunca recebeu afeto do pai e que chegou a processar o jornalista em R$ 1 milhão por abandono afetivo. Em entrevista exibida no Balanço Geral São Paulo desta quinta-feira (15), Rodrigo disse que perdeu a ação e desistiu de ser amado e ter uma relação familiar com o ex-âncora do Jornal Nacional.

“Entrei com processo de abandono de paternidade, o dinheiro foi consequência do afeto. Como ele vai me dar amor, como ele vai pagar amor? Não tem preço. Ele não quer seu meu pai. Eu perdi o processo e deixei quieto, não quis mais mexer nessa ferida”, relatou Simões.

Ele é fruto do casamento de Cid Moreira com Olga Verônica Radenzev Simões. Os dois ficaram juntos no início da década de 1970. “O Cid e a minha mãe conviveram até quando eu tinha um ano e meio. Minha mãe deixou o Cid, não foi o Cid que deixou a minha mãe”, afirmou.

“Minha mãe me contou, eu não me recordo, que eu estava aprendendo a andar e derrubei objetos no chão ao puxar uma toalha de mesa. Ela me disse que ele me bateu. Ela não suportou isso, é um detalhe que poucas pessoas sabem”, falou o herdeiro do âncora para a jornalista Fabíola Reipert.

Após a separação, a mãe teria tentado que pai e filho se reaproximassem. Os dois se encontraram quando Rodrigo tinha seis e quando tinha nove anos. Mas o agora comerciante não guarda boas recordações.

De acordo com Rodrigo, Cid pagou a pensão corretamente até o herdeiro completar 18 anos, mas nunca demonstrou carinho. O filho tentava conseguir um contato com o pai através da tia (irmã do jornalista), que morreu.

Informações: Folhapress

OUTRAS NOTÍCIAS