Denúncia de “uso do MDB em vínculos empresariais”, por Colbert e Marcelinho Guimarães, deve ser investigada

O vereador Edvaldo Lima, líder do MDB na Câmara Municipal de Feira de Santana, convocou a bancada do partido a se posicionar, “tomando as devidas providências”, com relação à denúncia de que o prefeito Colbert Martins Filho e o ex-deputado federal Marcelinho Guimarães estariam “usando o MDB para justificar supostos vínculos empresariais e políticos”. A denúncia foi feita pelo site Informe Baiano. O chamamento do vereador foi feito em pronunciamento na manhã desta terça (29).

Enquanto o vereador Edvaldo Lima lia a matéria publicada no Informe Baiano, o presidente Fernando Torres (PSD), pediu aparte e afirmou que Marcelinho Guimarães é dono de uma entidade “que no Rio de Janeiro estava envolvidíssima com falcatruas. Uma empresa dessa não era para estar em Feira de Santana. Colbert e seus secretários deveriam rescindir o contrato com essa empresa”. Edvaldo Lima, então, posicionou-se: “como líder do partido aqui na Câmara, vou fazer um requerimento solicitando ao governo que nos informe qual o valor mensal pago à essas cooperativas, quantas pessoas trabalham, quem é o proprietário. Quero convocar os três vereadores do MDB em exercício. O partido não pode, de maneira nenhuma, ter dificuldade lá na frente. É grave essa situação e temos que tomar as devidas providências agora”.

Informações: Ascom/ Câmara

OUTRAS NOTÍCIAS