Coronavírus: Ministério Público analisa cancelamento da Micareta de Feira

Coronavírus: Ministério Público analisa cancelamento da Micareta de Feira
Após a confirmação de dois casos confirmados do Novo Coronavírus em Feira de Santana, o Ministério Público (MP) analisa o cancelamento da Micareta 2020, devido ao risco de ploriferação da doença, através de ofício protocolado ao Município e ao Estado.
“Existe um procedimento instaurado para apurar os riscos da realização da Micareta de Feira em relação a saúde pública da coletividade. Tanto o Município, quanto o Estado da Bahia já foram notificados hoje pela manhã (9) com o prazo de cinco dias para nos informar se há ou não o risco de ploriferação da doença na cidade. Diante deste relatório, o Ministério Público irá analisar a situação”, disse o promotor Aldo Rodrigues informando que a iniciativa é do MP.
“Posso pedir a suspensão da Micareta se os laudos apontarem risco à coletividade”, finalizou.
Na semana passada, o vereador  Edvaldo Lima afirmou acreditar que é melhor cuidar da saúde e da vida povo de Feira do que ter dezenas de pessoas contaminadas com o coronavírus. O vereador disse ainda que “a Micareta é porta aberto para o coronavírus.”
O comitê que acompanha as ações de controle ao Coronavírus em Feira de Santana informou ontem, 8, que deu negativo o exame de dois filhos – um menino e uma menina –  da segunda mulher a contrair o vírus nesta cidade. Também negativo o exame de uma cunhada dela e seu marido, bem como do filho deste casal, pessoas com as quais ela teve contato antes de entrar em isolamento domiciliar.

OUTRAS NOTÍCIAS