Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Centrais sindicais lembram Diretas Já para pedir adesão ao ato no dia 12

Centrais sindicais lembram Diretas Já para pedir adesão ao ato no dia 12

Após dividir forças com o movimento pró-Bolsonaro no último 7 de setembro, centrais sindicais do Brasil avaliam aderir ao ato do próximo domingo (12), promovido inicialmente por movimentos de direita como o MBL e o Vem Pra Rua. O objetivo é convencer a maior delas, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a também participar, evocando, por exemplo, o Diretas Já, que no passado uniu diferentes espectros políticos em torno de um pensamento comum.

Segundo informações da coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Força Sindical, UGT, CSB e Nova Central estão dentro e convocaram os membros a participarem das manifestações. Há a possibilidade da CTB se juntar ao grupo.

Ainda existe grande resistência de lideranças de esquerda de apoiarem o ato de domingo, principalmente pelo protagonismo do MBL, grupo que deu apoio a Bolsonaro em 2018 e foi um dos motes principais do impeachment de Dilma Roussef.

Potencial candidato do PDT, Ciro Gomes já disse publicamente a sua intenção de participar do ato contra o governo Bolsonaro. Além dele, vão ccomparecer figuras como o senador Alessandro Vieira, João Amoedo, Simone Tebet, Orlando Silva, Isa Penna, Roberto Freire, Tábata Amaral, entre outros.

Informações: Agência Brasil

OUTRAS NOTÍCIAS