Após divergências políticas, homem bolsonarista mata primo por ele ser lulista

No último sábado, 27, uma tragédia ocorreu devido as divergências políticas. Otacílio de Sousa Abreu matou o primo, Edvan de Sousa Abreu, em um bar no sítio onde eles moravam, na Zona Rural de são João do Rio do Peixe, na Paraíba.De acordo com Francisco Filho, delegado responsável pelo caso, o acusado de ser o autor do crime é bolsonarista e após uma discussão, teria atirado contra o primo lulista.

Os embates políticos entre eles teriam começado durante as eleições presidenciais de 2022, quando os primos fizeram uma aposta sobre o candidato vencedor do pleito à presidência. Após o segundo turno, Otacílio teria pago o valor combinado de mil reais. Acontece que segundo testemunhas, Otacílio estava se queixando por aí que seu primo estaria “zombando dele por ter perdido”

Informações BNEWS

OUTRAS NOTÍCIAS