Agente morto durante operação em Salvador estava há dez anos na Polícia Federal

O agente de Polícia Federal Lucas Caribé Monteiro de Almeida, de 42 anos, morto nesta sexta-feira (15), durante a operação que também registrou as mortes de quatro homens após um confronto em Salvador, era lotado no Grupo de Pronta Intervenção (GPI) da Bahia
Passou a integrar, em 2019, a Superintendência Regional da Polícia Federal na Bahia, sendo lotado, inicialmente, no Núcleo Especial de Polícia Marítima (NEPOM). Atualmente, fazia parte do quadro de policiais do Grupo de Pronta Intervenção (GPI).
O Diretor-Geral substituto da Polícia Federal, Gustavo Paulo Leite de Souza, decretou luto oficial de três dias.

A previsão é de que o corpo de Lucas Caribé seja cremado no final da tarde desta sexta-feira.

Informações extraídas do G1
Foto: Rede social

OUTRAS NOTÍCIAS