Comprar roupas, sapatos e acessórios, fazer as unhas da mão e do pé, cuidar do cabelo, usar cosméticos e maquiagem, e fazer tratamentos estéticos. Essas são algumas ações que fazem parte da rotina de uma pessoa vaidosa. Engana-se, no entanto, quem acha que isso é algo exclusivo dos jovens. Muitas pessoas estão chegando à velhice sem abrir mão de cuidarem da própria aparência e isso é muito bom.

Segundo o psicólogo da Jequitibá Residência Assistida, Gustavo Souza, o desejo de se sentir bem ao se olhar no espelho acompanha o ser humano nas mais diferentes fases da vida. “Estar em dia com a vaidade está diretamente ligado à nossa autoestima e ao nosso bem-estar. Por isso, a atitude traz diversos benefícios para o corpo e a mente, principalmente na velhice”, explica Gustavo.

De acordo com o profissional, que tem vasta experiência no atendimento a idosos, a autoestima na velhice é tão importante quanto a boa alimentação e a prática de exercícios físicos. “É muito importante que o idoso cuide de si e da sua aparência para manter sua própria dignidade, protagonismo e satisfação pessoal. Isso faz com ele se sinta mais feliz e motivado”, afirma o psicólogo.

Fonte: R7