A Polícia Rodoviária Federal (PRF) finalizou, às 23h59 deste domingo (21), a Operação Semana Santana realizada nas rodovias federais que cortam a Bahia. Iniciada na última quinta-feira (18), a PRF teve como foco principal: ações de controle de velocidade com radares portáteis, fiscalização de ultrapassagens em trechos de pista simples e o combate a embriaguez ao volante.

Também foram alvo prioritário das ações fiscalizatórias da PRF, o uso do cinto de segurança e dos dispositivos de retenção para crianças, além de fiscalizações específicas de motocicletas, condições de conservação dos veículos e abordagens a ônibus de viagem.

O feriado de Páscoa é a segunda operação de maior fluxo de veículos nas rodovias baianas, atrás, apenas do São João.

Neste feriado prolongado, a PRF na Bahia contou com reforço nas equipes e concentrou seu efetivo no policiamento ostensivo e preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade, distribuído em aproximadamente dez mil quilômetros de malha viária.

A Operação Semana Santa 2019 está integrada à Operação Lábaro, que tem como principais objetivos reforçar a segurança nas rodovias, combater o crime organizado e reduzir a violência no trânsito.

Infrações

Apesar de todo o trabalho educativo, a PRF ainda flagrou e autuou diversos condutores agindo com imprudência, falta de cuidado e desrespeito às Leis de Trânsito nas rodovias federais do estado.

Nestes quatro dias de Operação a PRF autuou 2.570 condutores cometendo infrações diversas. Uma das infrações mais constatada, a ultrapassagem proibida, que lamentavelmente é a que mais causa acidentes com consequências graves foram 659 autos extraídos. Nunca é demais enfatizar que a colisão frontal, quase sempre causada pelas ultrapassagens indevidas, é o tipo de acidente que mais fere gravemente e mata pessoas em rodovias do país inteiro.

Foram fiscalizados um total de 7.565 veículos e 7.491 pessoas no período da operação. Também foram realizados 3.223 testes com etilômetro (bafômetro), que flagraram 65 condutores dirigindo sob efeito do álcool. Comparando-se com o feriado de 2018 houve um aumento de 48%, tendo em vista que no ano anterior foram 44 autuados quanto à alcoolemia, infração gravíssima, com multa de R$ 2.934,70.

Durante as fiscalizações, a PRF também emitiu 35 autos de infração para motociclistas sem capacete e 32 motoristas foram flagrados trafegando com crianças sem o dispositivo de segurança (cadeirinha). Já os autos emitidos referente aos veículos flagrados, pelos radares, acima da velocidade permitida para a via totalizaram 4.037 infrações. Sem o cinto de segurança foram 166 autuações, elevação de 5% em relação a 2018 (158).

Campanha educativa

Além do patrulhamento ostensivo a PRF realizou ações educativas para o trânsito que teve como público-alvo usuários da rodovia, como condutores e passageiros, sendo sensibilizadas 902 pessoas, por meio de campanhas como o Cinema Rodoviário – Comando, em que os usuários são convidados a ouvir palestras bem como recebem dicas de segurança visando à assimilação de hábitos e atitudes responsáveis no trânsito.

Enfrentamento a criminalidade

Durante os quatro dias da operação, a PRF na Bahia recuperou 2 veículos e 21 pessoas foram detidas por diversos crimes. Também foi responsável pela apreensão de 2.000g de cocaína.

Destaca-se a apreensão de transporte ilegal de mercadorias. A ocorrência foi registrada na manhã de quinta-feira (18), no Km 421 da BR 116, trecho do município de Feira de Santana, durante abordagem ao veículo FIAT/Strada, conduzido por um homem de 36 anos. Ao todo foram apreendidos 760 litros, entre bebidas e energéticos. Parte do material estava sem o devido desembaraço aduaneiro e a outra parte sem apresentação documento fiscal, ensejando os crimes de ordem tributária e descaminho. A ocorrência foi encaminhada à Secretaria da Fazenda (Sefaz/Ba).