Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Você sabia que seu cachorro também pode ter conjuntivite?

Você sabia que seu cachorro também pode ter conjuntivite?

Voltei, meus fãs!! Hoje vou falar sobre a conjuntivite, uma doença que, diferente do que vocês pensam, não acomete somente humanos. Tive essa ideia porque a minha humana está com o olho remelento há alguns dias. Um médico diz que é conjuntivite viral. O outro fala em blefarite. A questão é que ela reduziu os carinhos que faz em mim com medo de eu pegar essas remelas também.

Foi quando bateu a dúvida: será que eu, Oreo, posso ter conjuntivite? A resposta é sim! A conjuntivite canina é uma doença oftalmológica bastante comum e, ao contrário do que muitos pensam, é um quadro de inflamação, e não uma infecção. O problema acontece na conjuntiva, que é o tecido localizado na parte interna da pálpebra.

Agora, tutor, uma dica importante: não se preocupe, porque a conjuntivite canina não pega em humanos, assim como a doença de vocês também não pega na gente. São coisas diferentes! QUERO MEU CARINHO DE VOLTA, HUMANAAAA!! De qualquer forma, por se tratar de uma inflamação, é importante que você leve seu pet a uma consulta com especialista para iniciar o quanto antes o tratamento.

As causas da conjuntivite canina são muitas, podendo ser:

  • Bactérias;

  • Vírus;

  • Contato com produtos químicos;

  • Poluição (vixe, tô lascado aqui em São Paulo);

  • Baixa produção de lágrimas;

  • Doenças como cinomose e leishmaniose.

Um detalhe importante é que algumas raças têm mais chances de desenvolverem a conjuntivite, o Shih-tzu (alô, Muffin e Teobaldo!!).

[Colocar ALT]
Raças como shih-tzu tem mais chances de desenvolver conjuntivite

Portanto, os tutores devem ficar ainda mais atentos caso notem alguma anormalidade nos olhos de seu amigo peludo.

Os sintomas são bem parecidos com o de vocês, humanos:

  • Olho vermelho;

  • Olho inchado;

  • Remelas e piscadas em excesso;

  • Dificuldade de manter os olhos abertos;

  • Lacrimação/lacrimejamento.

O tratamento da conjuntivite canina acontece com colírio específico ou outro remédio próprio para uso em cães. Ou seja: NÃO USE SEU COLÍRIO NO PET, POR FAVOR!! Isso pode agravar ainda mais a situação! Quanto ao tempo de duração da inflamação, pode ser entre 3 a 5 dias e, quanto antes for feito o diagnóstico pelo veterinário, melhor para seu peludinho!!

Anotou tudo aí, humano? Então, trate de ficar de olho em seu pet. Se ele começar a coçar muito os olhos, coloque o colar elizabetano – aquele abajur horrível – e leve ele ao veterinário para fazer exames. Eu volto na semana que vem com mais dicas sobre esse mundo lindo e doido dos cachorros!! Fui!

Informações: BN

OUTRAS NOTÍCIAS