VÍDEO: 17 anos depois, Baiano relembra contato com astronauta brasileiro em Estação Espacial

Em 2006, o astronauta brasileiro Marcos Pontes, estava na Estação Espacial Internacional (ISS) e conseguiu se comunicar com vários radioamadores do país.

Na época, o radialista e radioamador, Edvaldo de Carvalho de Conceição do Coité, região sisaleira, foi o único baiano a manter contato com o astronauta.

Em entrevista ao Caldeirão do Paulão, Edvaldo relembrou o fato considerado marcante em sua vida.

“Tudo aconteceu no dia 05 de abril e fiquei interessado no contato devido a facilidade no idioma”, explicou.

Para o radialista coiteense, não foi fácil devido aos milhares de radioamadores pelo mundo, além das dificuldades com a conexão da internet.

“ O radio amador era um pouco mais difícil a comunicação pois, tínhamos que saber a frequência que a ISS estava operando. Dessa forma, a antena do equipamento ficou apontada para a Estação espacial e acabei tendo êxito e conversei astronauta brasileiro”, relatou Edvaldo.

“A sensação foi única! Fiquei satisfeito e tive o cuidado de gravar onde foi reconhecido pela Associação de Rádio Amadores da Bahia”, vibrou Edvaldo.

17 anos depois ao acontecimento, ele contou que as pessoas ainda lembram do fato e continua amando a pratica de radioamadorismo.

“Sou apaixonado pelo radioamador e continuo com o hobby, apesar de ter se mudado para zona rural de Coité e ainda não instalei minha rádio estação de radioamador. As pessoas sempre relembram e parabenizam pela situação”, informou.

Relato de Marcos Pontes em 2006

“Hoje eu passei pelo Brasil e tive a oportunidade de conversar com rádio-amadores. Foi uma sensação muito boa poder conversar e olhar, ao mesmo tempo, para o meu país”, afirmou o astronauta a Vera Canfran, assessora do Ministério da Ciência e Tecnologia que está no centro de controle da missão, em Korolev (Rússia).

“Me senti parte de uma comunidade e de um país que é meu. A conversa me fez lembrar de momentos da minha vida, dos escoteiros, do comitê criado para incentivar a missão. Pude sentir todo esse carinho”, continuou.

Da redação com informações extraídas do site Folha Online

OUTRAS NOTÍCIAS