Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Vereadora envia representação ao MP e pede que ministro da Educação seja condenado por improbidade

Vereadora envia representação ao MP e pede que ministro da Educação seja condenado por improbidade

A vereadora de Salvador Maria Marighella (PT) enviou uma representação ao Ministério Público Federal solicitando a abertura de uma investigação contra o ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Além de Marighella, a vereadora de São Paulo (PSOL) também fez o mesmo pedido, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo. Elas pedem que o chefe da pasta seja condenado por improbidade administrativa.

Elas citam falas recentes do ministro, que afirmou ter jogado “na lata do lixo” R$ 300 milhões com a edição neste ano e declarou ter suspendido a gratuidade na inscrição da prova para “dar disciplina” aos estudantes faltosos.

“Temos neste caso uma nítida confissão de irresponsabilidade para com os bens públicos, deixando ainda fortes indícios de que a organização do exame de 2021 seguirá os mesmos parâmetros de desperdício orçamentário”, afirmam as vereadoras.

O MPF já havia sido provocado por Hilton na ação que solicitou o monitoramento da realização do Enem pelo Ministério da Educação e pelo Inep. Na ocasião, a vereadora paulistana reuniu a assinatura de 28 parlamentares de diferentes estados em sua representação.

Informações: BNews

OUTRAS NOTÍCIAS