Vereador de Feira é vítima de racismo e ameaçado de ser “queimado vivo”

Rasta

Eleito o vereador mais votado de Feira de Santana em 2020, Jhonatas Monteiro, conhecido como “O Rasta”, do PSOL, tem sofrido ameaças gravíssimas através de e-mails e mensagens no celular. O caso foi relevado ao Blog do Velame pelo próprio edil que teme pela segurança da família.

Em 5 de abril, Jhonatas já havia recebido mensagens de um número desconhecido que expunham suas informações pessoais e de seus familiares, acompanhadas de ameaças que faziam referência à sua atuação em defesa dos professores que reivindicaram melhorias para a categoria e acabaram agredidos dentro da Prefeitura pela Guarda Municipal.  “Sequer uma sindicância, que é um procedimento administrativo elementar e padrão, foi aberta pela Prefeitura” – informa o vereador, que acredita que o clima de impunidade em torno da situação autoriza e alimenta a violência política, da qual tem sido alvo, e que tem aumentado nos últimos anos, sobretudo contra parlamentares de esquerda.

A ameaça mais recente aconteceu no último dia 4 de julho, quando o vereador recebeu intimidações ainda mais graves no e-mail oficial do mandato. Em uma das mensagens, que também contém conteúdo racista, a pessoa afirma: “Seu apelido não devia ser Rasta, devia ser bosta por que você é um bosta e fede igual bosta, seu preto fedido. Você não é ninguém pra se meter com a nossa Guarda Municipal. Você apanhou foi pouco seu cabra safado”. A assessoria do vereador explica que optou por não divulgar o ocorrido imediatamente para preservar o trabalho inicial de investigação do caso, que está sendo realizado pela Polícia Civil.

No e-mail, assinado por “Secretaria Municipal de Direitos Humanos de Feira de Santana”, além das ofensas racistas e ameaças ao vereador, também são citados a família de Jhonatas e o bairro onde ele mora. “Se você não parar de falar na imprensa a gente vai jogar gasolina em você e na sua família de macacos pretos fedidos e tocar fogo em vocês, vamos queimar vocês vivos. E como você gosta de dizer que é morador da Queimadinha aí sua família vai ficar queimadinha mesmo. Vai perder mais que um dente”. Vale ressaltar que, durante a confusão na prefeitura, o vereador teve um dente quebrado, segundo ele, pela Guarda Municipal.

O e-mail simula ser oriundo de uma conta institucional da Secretaria Municipal de Prevenção à Violência (Seprev), mas não existe órgão com esse nome na atual estrutura burocrática da Prefeitura de Feira. A confirmação da autoria depende da investigação atualmente em curso, mas a atuação política de Jhonatas em oposição à Administração Municipal parece ser o centro das ofensivas contra ele. “Nesse sentido, trata-se de mais um indício que a falta de posicionamento oficial de repúdio à violência por parte da gestão do município, sem dúvida, estimula a violência política praticada em seu nome”, diz o vereador.

O email também apresenta ofensas racistas ao site Alma Preta, um dos veículos a noticiar as primeiras ameaças sofridas por Monteiro, no mês de abril.

Após a primeira ameaça, recebida em abril, Jhonatas foi incluído no Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos, Comunicadores e Ambientalistas (PPDDH), que já está a par da nova ameaça sofrida e acompanha o caso. Além disso, a Secretaria de Segurança Militante do PSOL – órgão recém criado pela Executiva Nacional do partido para lidar com os casos de violência contra sua militância e suas/seus parlamentares – foi acionada. Em paralelo, as investigações sobre as ameaças sofridas também seguem na Polícia Civil.

Confira abaixo o print do e-mail com as novas ameaças, recebido pelo vereador  em 4 de julho:

OUTRAS NOTÍCIAS