Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Uma Câmara independente da mais confiança a população

Uma Câmara independente da mais confiança a população

Aumenta a confiança da população feirense nos veredores da cidade e tudo isso é graças a independência que o presidente da Casa, vereador Fernando Torres PSD e seu grupo, juntamente com a oposição tem imposto aos poderes existentes. Os observadores  e a imprensa tem notado que a confiança da população tem aumentado, tanto que as classes trabalhadoras tem encontrado espaço aberto e alento dos parlamentares.

Quando a Casa Legislativa estava sobre o domínio da prefeitura ( liderados do prefeito), algumas entidades até discursavam  na tribuna livre, mas, na certeza que o assunto entraria pelo ouvido e sairia por outro, pois, o domínio era muito forte.

Hoje o tratamento é outro, além de ter a tribuna livre garantida pelo presidente, encontra apoio de verdade, tanto que acontece inclusive audiências públicas e até sessões especiais para tratar sobre determinados assuntos.

Desta vez, os professores da rede municipal de ensino de Feira de Santana fizeram uma manifestação em frente à Câmara Municipal na manhã de quinta-feira (04), pedindo apoio da Casa para a pauta de reivindicações da categoria que, entre outros pontos, requer o pagamento integral dos salários, além do pagamento dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF).

Na oportunidade, os parlamentares saíram ao encontro dos manifestantes, garantindo o devido suporte à categoria que já esteve outras diversas vezes na Casa, nesta legislatura, apresentando suas questões em audiências públicas e Tribunas Livres. Como era de se esperar o presidente Fernando Torres (PSD), não negou apoio e  reforçou colocando a Câmara a disposição dos professores e abraçando  a causa dos docentes.

“Esta Casa está sempre de portas abertas para vocês porque aqui é a Casa do povo e essa é a nossa missão”.

Informações: Rota da Informação/ Ascom

OUTRAS NOTÍCIAS