Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Um dos suspeitos respostareis por execução de dona de Bar em Feira é identificado; Investigações apontam que vítima teria negado pedido de traficantes

Um dos suspeitos respostareis por execução de dona de Bar em Feira é identificado; Investigações apontam que vítima teria negado pedido de traficantes

A mulher que foi morta em um bar no bairro de Papagaio, em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, era a dona do estabelecimento. Elisângela Silva Santos, de 33 anos, foi atingida por tiros de arma de fogo na tarde de domingo (13).

O suspeito de cometer o homicídio teria chegado ao bar da vítima em um carro de cor prata, feito os disparos e fugido com o veículo.

Elisângela foi socorrida e levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Mangabeira, mas não resistiu.

De acordo com o delegado Rodolfo Faro, responsável pela investigação, a vítima teria sido morta porque não fechou o bar. Traficantes da região teriam feito o pedido, após ficarem incomodados com a presença constante de policiais no estabelecimento.

“A vítima supostamente foi morta por não ter obedecido as ameaças, cumprindo o fechamento do estabelecimento comercial, haja vista que o bar era frequentado por policiais e [a situação] estaria incomodando a traficantes”, afirma.

O delegado informou que as investigações estão avançadas e um dos suspeitos foi identificado.

“Desde o inicio, já surgiu um indicativo de autoria desse homicídio e a polícia trabalha, não só a Polícia Civil, mas a Polícia Militar, com a localização desse suspeito para que a gente possa esclarecer o que de fato aconteceu”, conta Rodolfo Faro.

Informações; G1

OUTRAS NOTÍCIAS