TSE recebe pedido de policiais civis pelo fechamento de clubes de tiro no dia da eleição

Após a Justiça Eleitoral proibir a circulação de pessoas armadas nos locais de votação no primeiro e segundo turno das eleições, policiais recorreram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para pedir o fechamento de clubes de tiro durante o pleito deste ano, marcado por forte polarização e violência política.

Conforme apurou a coluna de Guilherme Amado, no portal Metrópole, o pedido foi feito por integrantes do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, nesta terça-feira (20), durante reunião com o ministro Alexandre de Moraes, que preside o TSE. O objetivo da medida é reduzir a circulação de armas com os colecionadores, atiradores desportivos e caçadores, os CACs.

Segundo a publicação, o magistrado considerou a solicitação pertinente, mas não prometeu acatá-la. A legalidade da proposta sequer chegou a ser debatida na reunião, apesar de um dos temas discutidos terem sido “a necessidade premente de restringir e fiscalizar o porte de armas, inclusive dos CACs, no período eleitoral”.

Fonte: Bahia.Ba

OUTRAS NOTÍCIAS