Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Tô com febre? Como saber se a temperatura do seu cão está acima do normal

Tô com febre? Como saber se a temperatura do seu cão está acima do normal

Gente, voltei! E hoje a coluna é sobre febre em cães!! Como saber se o seu amigo de quatro patas está ardendo? (Se falar termômetro na bunda, te mato!!). Diferentemente dos seres humanos, a temperatura corporal do cão, aquela considerada normal, é entre 38°C e 39°C. Dessa forma, o estado febril de um cachorro acontece sempre que a temperatura deles se ficar acima desse valor de referência.

De acordo com o veterinário Danilo Moreira, a partir de 41°C, a febre de cachorro pode começar a afetar o funcionamento dos órgãos e colocar a vida do pet em risco. Por isso, eu, o Cãolunista mais amado dessa Bahia, vou tirar todas as dúvidas sobre como descobrir que o seu cachorro está com febre.

Infelizmente, humanos, a única forma de ter a certeza que um cão está com febre é medindo a temperatura dele com a ajuda de um termômetro. E nós sabemos onde esse termômetro é enfiado, não é?! (Vocês riem, porque não é no de vocês. Só esse mês, fui importunado três vezes – TRÊS VE-ZES).

O veterinário Danilo me contou que não é recomendado que os tutores realizem esse procedimento em casa. Entenderam? Isso porque o termômetro de uso veterinário é diferente daqueles que vocês colocam debaixo do braço. Ele possui uma haste mais flexível, que diminui o nosso desconforto na hora de medir a temperatura.

Agora, antes de levar seu pet ao veterinário com suspeita de febre, é importante que você, tutor, observe alguns sintomas característicos do aumento de temperatura no animal:

  • Apatia;
  • Falta de apetite;
  • Tremores;
  • Sonolência;
  • Vômitos;
  • Diarreia,
  • Ingestão excessiva de água.

Outra coisa importante aqui. Às vezes eu estou com o focinho quente e meus humanos gritam: ESTÁ COM FEBRE! Não, gente!! Nem sempre o focinho quente e seco é sinal de febre no cachorro. O veterinário recomenda que os sintomas sejam observados sempre em conjunto, mas, se houver a suspeita, não deixe de levar o animal a uma consulta.

Causas
Agora que já sabemos um pouco como identificar a febre no cão, vamos descobrir quais são as causas principais do aumento da temperatura no pet. De acordo com Danilo Moreira, as causas mais comuns são as infecções. “A febre não é uma doença, mas uma reação do organismo contra alguma anomalia”, disse o especialista.

Algumas das doenças que costumam provocar febres no animal são:

  • Otites;
  • Infecções urinárias;
  • Problemas dentários;
  • Intoxicações.

Meu cachorro pode tomar dipirona?
Essa é uma pergunta clássica!! Vocês, humanos, são hipocondríacos e amam se medicar. Esses dias, meus humanos quiseram me dar aquele remédio mágico que estoura as bolhas de gases. Sabem qual é? Vê só se eu, um cão lindo e maravilhoso, sofro de gases e tenho problemas de flatulências. JAMAIS!! É intriga isso aí!! Fechei a boca e só abri porque o líquido tinha cheiro de cereja!!

Mas, se ligue, humano! O remédio de vocês é de vocês! Um Paracetamol ou um Ibuprofeno, que todo mundo tem na farmacinha caseira, é muito perigoso para os cães, porque nosso fígado não é capaz de metabolizar essas substâncias da mesma maneira o organismo de vocês humanos.

Porém, como toda regra tem a sua exceção, a Dipirona pode, sim, ser usada quando o cachorro tem febre. Mas, lembrem-se que tudo em exagero é ruim, então é fundamental que a administração de qualquer remédio em seu pet aconteça por recomendação médica.

Eu fico hoje por aqui! Espero que vocês tenham aprendido a identificar os principais sintomas da febre em cachorros e também tenham a consciência de jamais administrar qualquer remédio sem o auxílio de um especialista. Na semana que vem eu volto com mais dicas sobre o mundo pet. FUI!

Informações: Cãolunista

OUTRAS NOTÍCIAS