“Tem que correr atrás”, diz Bolsonaro sobre desemprego entre os jovens e nega responsabilidade

bolsonaro-alan-santos-pr_widelg_widelg

Em conversa com apoiadores, nesta quinta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a ironizar s situação do país. Desta vez, Bolsonaro ironizou comentários que responsabilizam o governo pelo desemprego. A fala veio no mesmo dia em que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou que o Brasil perdeu cerca de 1 milhão de empregos entre 2011 e 2020.

“Você tem que correr atrás. Eu não crio emprego, quem cria emprego é a iniciativa privada. Eu não atrapalho o empreendedor. Nós fizemos várias leis, como a lei da liberdade econômica”, disse Bolsonaro. Confira:

Segundo o IBGE, a diminuição na população ocupada, de 8,7 milhões de pessoas em 2011 para 7,7 milhões em 2020, é resultado de mudanças estruturais, como a evolução da tecnologia, concorrência com o mercado internacional e dependência do consumo interno. Atrelado a esses fatores, o mercado passou por uma recessão em 2015 e 2016, além da pandemia desde 2020.

“Enfrentamos 2020 e 21. Terminamos com um saldo positivo de quase três milhões de empregos em 20 e 21. Vai para 2015, 2016. Dilma Rousseff. Perdemos quase três milhões de empregos. Nós, com pandemia, criamos. Não teve nada lá. O que teve lá para perder emprego? Crise da corrupção”, afirmou Bolsonaro.

Fonte: bnews.com.br

OUTRAS NOTÍCIAS