Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Suspeito de envolvimento na chacina de motoristas por aplicativo é preso

Suspeito de envolvimento na chacina de motoristas por aplicativo é preso

Um dos suspeitos de envolvimento na chacina com motoristas por aplicativo, ocorrida em Salvador no dia 13 de dezembro, foi preso, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira (26) pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Com esse suspeito, sobe para quatro o número de integrantes do grupo localizados pela polícia. A quantidade total de envolvidos não foi divulgada ainda.

Os dois primeiros suspeitos morreram em confronto com policiais militares no mesmo dia do crime, na cidade de Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador.

O terceiro, apontado como mandante, foi achado morto em um trecho da BA-525, dois dias depois. O corpo dele foi encontrado com marcas de tiros, e com o pescoço e as mãos amarradas.

O quarto preso, que não teve o nome divulgado, foi localizado em Salvador, porém a SSP-BA não detalhou em qual ponto da cidade.

O suspeito será apresentado à imprensa na sexta-feira (27), durante coletiva realizada no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

No encontro, de acordo com a SSP-BA, também será apresentada a conclusão das investigações.

Crime

O crime ocorreu na Rua do Nepal, no bairro do Jardim Santo Inácio. Quatro motoristas foram assassinados após aceitarem corridas que tinham a localidade como ponto de partida. Os corpos das vítimas tinham sinais de tortura e estavam enrolados em lonas de plástico.

Um outro motorista conseguiu fugir. Ele foi medicado e liberado após o crime, porém foi hospitalizado novamente pouco tempo depois.

No mesmo bairro, três carros que seriam dos motoristas foram localizados. Outro veículo foi achado no pedágio da cidade de Simões Filho, na região metropolitana de Salvador. Não há informações sobre o quinto carro.

Uma das linhas de investigação da polícia, que foi apontada no dia 17 pelo Governador da Bahia, Rui Costa (PT), é de que o mandante do crime teria iniciado o ataque após a mãe dele ter uma corrida cancelada. A hipótese, no entanto, estava em investigação na época e não foi confirmada ainda como a verdadeira.

Os mortos são:

Sávio da Silva Dias, de 23 anos
Alisson Silva Damasceno, de 27 anos
Daniel Santos da Silva, de 31 anos
Genivaldo da Silva Félix, de 48 anos

Os suspeitos identificados até então são:

Jeferson Palmeira Soares Santos, conhecido como “Jel”: apontado como mandante do crime
Antônio Carlos Santos de Carvalho, de 19 anos: apontado por envolvimento
Marcos Moura de Jesus, de 30 anos: apontado por envolvimento

Fonte: G1

OUTRAS NOTÍCIAS