Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Stalker de Paolla Oliveira pediu “acerto de contas” com Diogo Nogueira

Stalker de Paolla Oliveira pediu “acerto de contas” com Diogo Nogueira

Rio de Janeiro – O stalker português Luís Mário Monteiro Piçarra, que invadiu o condomínio da atriz Paolla Oliveira e do cantor Diogo Nogueira em 5 de fevereiro, na Barra da Tijuca, zona oeste, não recuou de atacar o casal, mesmo depois de ter sido levado à 16ª DP (Barra da Tijuca).

Após ser solto, no mesmo dia da ocorrência, ele postou no Instagram que “iria acertar as contas com o DN (Diogo Nogueira)”, segundo consta em relatório da Polícia Civil sobre o caso. Piçarra relatou ainda “possuir porte de arma”, e que mataria a atriz e seu namorado.

Piçarra foi indiciado pela polícia pelo crime de perseguição (stalking). Na delegacia onde Paolla e Diogo prestaram depoimento, ela relatou que é perseguida pelo português pelo Instagram.

Em agosto de 2021, o estrangeiro enviou uma mensagem a Paolla, na qual se declarou amorosamente e afirmou que ela “estava agindo deslealmente com ele e que viria ao Brasil para encontrá-la”. Mas a atriz alegou que apagou o texto.

A artista revelou à polícia que nunca o conheceu pessoalmente e que há três meses o homem passou a persegui-la pela rede social. Ele invadiu o condomínio para pegar um suposto celular dele que estaria com a ela. Na ocasião, Diogo encontrou com Piçarra, que, segundo o músico, teria começado a ofendê-lo.

No encontro com Diogo, o stalker teria gritado: “F… que está estragando a minha vida!” e “imbecil!”. O sambista reagiu e acabou desferindo um soco no homem, segundo contou na delegacia.

Policiais militares foram chamados e todos acabaram na delegacia. Marcado novo depoimento, Piçarra não compareceu.

 

OUTRAS NOTÍCIAS