Simone Tebet impôs condições para Ministério do Meio Ambiente mas tem a possibilidade de ocupar Planejamento

131705apos-impor-condicao-para-o-meio-ambiente-tebet-e-convidada-para-planejamento-3

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) segue com destino incerto no governo do presidente eleito Luís Inácio Lula da Silva (PT). Em negociações com o petista, a ex-presidenciável impôs condições para aceitar a pasta do Meio Ambiente, e agora tem a possibilidade de ocupar o Planejamento. 

Apoiadora do petista no segundo turno, Tebet recebeu a oferta para ocupar o Ministério do Meio Ambiente, e chegou a dizer a aliados que aceitaria. A senadora, no entanto, disse que só aceitaria o cargo caso Marina Silva, também apoio importante na campanha eleitoral de Lula, aceitasse o cargo de Autoridade Climática, novo órgão que será criado no governo por sugestão da própria Marina. A ex-senadora, no entanto, recusou o convite por considerar a função técnica e não política.

Com a recusa de Marina para o novo cargo, o petista decidiu nomeá-la novamente ministra do Meio Ambiente, cargo que já ocupou entre 2003 e 2008. A nomeação de Marina deixa o futuro de Simone ainda indefinido.  Ainda na sexta-feira (23), a senadora foi convidada para ocupar o Ministério do Planejamento, de acordo com o que afirmam fontes próximas ao futuro governo.

O convite teria ocorrido em um voo feito por Lula e Tebet de Brasília para São Paulo. O presidente eleito pediu que a resposta não fosse dada imediatamente e uma nova reunião entre os dois deve acontecer na segunda (26) ou na terça-feira (27). Fernando Haddad, futuro Ministro da Fazenda, teria gostado do nome da senadora para a pasta. Tebet, no entanto, hesita em aceitar, porque entende que não tem afinidade com a agenda econômica do PT.

Fonte: 

OUTRAS NOTÍCIAS