Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email
Share on linkedin

Sexta oitiva da CPI da Saúde ouviu a presidente do IMAPS e demais funcionários do RH ligados à secretaria de saúde

Na tarde desta quarta-feira (22), na Câmara Municipal de Feira de Santana foi realizada mais uma oitiva da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da Saúde, foram convocados a presidente do Conselho de Administração do Instituto Marie Pierre de Saúde (IMAPS), Célia Maria Teixeira de Freitas; o coordenador ou chefe de Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Administração; servidor da pasta, Jailson Duarte, e a assessora do gabinete do prefeito Colbert Martins, Eliane Cerqueira dos Reis.

A primeira testemunha a ser ouvida foi a presidente do Conselho de Administração do IMAPS, Célia Teixeira começou a trabalhar no Instituto no mês de abril de 2007, iniciou no cargo de vice-presidente, pouco tempo depois assumiu o cargo presidencial. 

Questionada sobre os primeiros contratos para a cidade de Feira de Santana, Célia informou que a IMAPS venceu o contrato em 2019 com quatro lotes. “Quem trata desse assunto é o gestor do contrato, mas geralmente aproveitamos os funcionários que já estão inseridos no local,  o gestor do contrato é Marcos Perdiz”, disse.

Sobre o atraso nos pagamentos dos funcionários, a presidente afirmou que houve atrasos e foram ocorridos devido a um problema com o repasse feito pela prefeitura. 

Em seguida, o chefe de Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Administração, servidor da pasta, Jailson Duarte. Anteriormente Jailson estava lotado na Secretaria de Saúde, até ser convidado na semana passada pelo prefeito para fazer parte da pasta de Administração.

Cláudia afirmou que desconhece qualquer tipo de contratação na prefeitura que tenha sido realizada sob influência do prefeito Colbert Martins ou da sua Chefe de Gabinete, além de afirmar que desconhece os critérios de contratação de pessoal. “Em meu departamento não teve ninguém exonerado”, disse a diretora de gestão de pessoas. 

 






 




OUTRAS NOTÍCIAS