Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on google
Share on email
Share on linkedin

Setembro Amarelo: Psicóloga alerta para relação entre suicídio e internet

Setembro Amarelo: Psicóloga alerta para relação entre suicídio e internet

A psicóloga e professora Cristiana Kaipper alertou para a relação que pode haver entre suicídio e o uso das redes sociais, em entrevista nesta quarta-feira (8) ao programa BNews Agora, da Piatã FM.

“O suicídio tem uma relação direta com transtornos mentais, com a situação psíquica da pessoa. E a internet tem vários elementos que podem contribuir para agravar esse quadro, a exemplo da visualização constante da vida de outras pessoas nas redes sociais, que pode provocar frequentes comparações e frustrações com a própria vida. Outra coisa que pode acontecer é ver notícias ruins a todo momento, principalmente agora na pandemia, aumentando o sofrimento, a angústia”, explicou a profissional.

A análise da psicóloga vem durante o mês da campanha anual do Setembro Amarelo, que tem o objetivo de promover a conscientização e prevenção ao suicídio.

Em agosto de 2021, o filho da cantora Walkyria, Lucas Santos, de 16 anos, foi encontrado morto em casa após diversos ataques homofóbicos na internet em razão de um vídeo publicado em suas redes sociais.

Cristiana também pede que as famílias fiquem atentas a possíveis sinais de depressão. “Muitas vezes a pessoa fala sobre o tema suicídio ou diz frases como ‘a vida não tem mais sentido’. É preciso ligar o alerta para aparentes sofrimentos no indivíduo”, disse, mas ponderou: “nem sempre os sinais acontecem. Por vezes as famílias ou pessoas próximas são pegas completamente de surpresa. Entender isso é importante para que os familiares não tenham sentimento de culpa”.

Informações: Bnews

OUTRAS NOTÍCIAS